Uma ponte que liga dois mundos.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Faz um bom tempo que falei da ponte que a MX3D está construindo em Amsterdan.

Para lembrar dessa matéria, clique aqui.

Por muito tempo me perguntei como estaria o andamento do projeto, mas sem encontrar notícias sobre o assunto.

Finalmente consegui conversar com o pessoal da própria MX3D.

O que é o projeto?

Design e modelo por Joris Laarman Lab

O projeto da empresa de robótica MX3D era de produzir uma ponte construída de maneira totalmente automatizada. Para que isso fosse possível, optaram por fazer a ponte de metal.

Então começaram a trabalhar com um braço mecânico, desenvolvido por eles mesmos com o suporte da ABB Robotics, que construía peças usando metal derretido.

O que pretendo sempre ressaltar, é que como o próprio fundador da empresa afirma, eles não fizeram nada de novo, apenas deram uma nova visão para o que se pode realizar com a tecnologia que usamos para fazer soldas.

Justamente esta nova visão de uso de algo já estabelecido, é o que me alegra. O que me impressiona é que eles levaram sua visão tão a sério, que mais empresas se juntaram a eles.

Voltando à ponte.

Como pode-se ver nas fotos, a construção está em estágio avançado.

Foto: Olivier de Gruijter

A equipe técnica acabou por lidar com mais desafios do que se esperava. Para um projeto tão ousado, seria necessária uma base ao menos plana e nivelada, mas não foi isso que eles conseguiram.

A escolha do local da instalação da ponte é muito boa para exposição, mas nem tanto para adaptação.

Como a ponte terá de juntar as duas margens já construídas do rio, ela terá de lidar com as imperfeições de cada margem.

Na engenharia estamos acostumados a moldar a natureza de acordo com as necessidades de projeto. Mas esta não é a proposta deste empreendimento.

Adaptações:

O projeto está em andamento, mas algumas coisas mudaram.

Como é fácil de perceber, a construção da ponte não ocorreu no local de instalação, mas sim na sede da empresa.

A proposta original de construir a ponte diretamente nas margens provavelmente foi abortada em uma avaliação de risco.

O projeto por si só, é o primeiro de seu gênero. As próprias máquinas foram desenvolvidas pela MX3D em parceria com grandes empresas como a Autodesk, Lenovo e Acelor Mittal, o que torna difícil o planejamento de imprevistos. Máquinas com grande escada de produção e replicadas em vários locais, tendem a acelerar a tomada de dados de possíveis erros.

Com esta decisão, algumas variáveis com as quais o próprio Joris Laarman havia brincado, foram excluídas da equação.

Laarman havia brincado com o que aconteceria se crianças tentassem jogar latas e garrafas no robô, enquanto este construía a ponte.

Mas vamos lá, isto ainda é demais!

Não estamos falando de um brinquedo, mas de uma verdadeira obra de arte.

Vou deixar a ficha técnica do projeto no final do texto, mas já segue um aperitivo. A ponte mede 12 metros de comprimento e 7 de largura, fora sua geometria interessante.

Falando de geometria, as formas da ponte são extremamente arrojadas. Um reflexo direto de Joris Laarman, o designer por trás das criações da empresa.

ButerflyScreen Design e foto por Joris Laarman Lab

Criações? Sim, afinal Laarman carrega este sonho de um dia ainda poder deixar todo o trabalho na mão de um de seus robôs a algum tempo.

Quando começaram com os testes dos robôs, era complexo até mesmo colocar uma gota de metal sobre a outra. Observando aonde chegaram, você se espantaria com o salto de qualidade.

Na verdade não houve um grande salto, mas sim a persistência.

Laarman, um artista de nome, aproveitou para melhorar as capacidades de projeto e robótica fazendo esculturas ousadas. A borboleta de bronze é um dos exemplos mais icônicos.

 

É possível reparar no acabamento da ponte, formada por filetes de metal. Foto: Olivier de Gruijter

Confiabilidade:

Por mais que se fale de novidades, aventuras financeiras e startups, a realidade é que a maioria delas têm se tornado em dores de cabeça para seus investidores.

Para evitar esse tipo de desgaste, a comprovação de uma nova invenção ou técnica é necessária.

Talvez este seja o grande “pulo do gato” da MX3D. Afinal, apesar de contar com o suporte de várias empresas multibilionárias, que possuem impérios econômicos, a empresa não lucrará nada com a construção da ponte.

Na prática, isso é um dos principais fatores que me dá alegria em divulgar e falar da empresa. (acho que até merecia um logotipo aqui)

Para bancar os custos da produção da ponte, a empresa estará aberta para visitação mediante ao pagamento de uma taxa. O museu (com espaço cedido pela prefeitura de Amsterdã) também será reaberto para mostrar as obras realizadas com esse tipo de tecnologia.

Mais que um fim em si mesmo!

Ao buscarem os limites de sua tecnologia, outros avanços são alcançados.

Conforme a assessoria de imprensa da MX3D, ao realizarem Borboleta de Bronze, eles descobriram como produzir hélices propulsoras para navios.

Um dos objetivos da empresa é o de desenvolver tecnologia, para que no futuro seja possível construir estruturas com menor desperdício de material e mais precisão.

Quem sabe, com mais alguns anos de desenvolvimento, possamos ver essa tecnologia aplicada as fábricas. Não somente impressoras 3D fazendo materiais de resina. Isso poderia significar uma verdadeira quebra do modelo aplicado por Henry Ford, qual vem sendo aprimorado, mas na prática, nunca questionado.

 

Fica aí minha empolgação com o projeto, espero que vocês tenham gostado.

Um grande abraço!

Ronaldo Mendes Salles

 

 

Ficha técnica

 Localização da Ponte: Oudezijds Achterburgwal, Red Light District, Amsterdam, crossing Stoofsteeg

Tecnologia: MX3D, Proprietary Software

Cliente: Cidade de Amsterdã

Designer: Joris Laarman Lab

Chefia de engenharia estrutural: Arup

Especialistas em materiais: ArcelorMittal

Ferramentas digitais: Autodesk

Especialistas em construção: Heijmans

Hardware e computação: Lenovo

Hardware, robótica: ABB

Hardware, solda: Oerlikon

Hardware, purificação de ar: Plymovent

Gás para solda: Air Liquide

Material: Aço Inox

Comprimento: 12.2 metros

Largura: 7.5 metros

Altura: 2.1 metros

Créditos:

Equipe de imprensa e divulgação da MX3D

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *