O sucesso de fracassar – Knut Haanaes

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Estava pesquisando e me deparei com uma apresentação terrivelmente interessante no TED.

Knut Haanaes, norueguês tenta mostrar que as empresas precisam se comportar de forma diferente ao longo de sua existência. Eu vivi alguns dos erros que ele cita em sua apresentação, quais de fato revelaram-se quase fatais. Quando uma empresa nova é fundada, normalmente seus proprietários pensam em mostrar como ela é inovadora e em como suas propostas e idéias são boas. Mas não é isso que o mercado quer dessas empresas. Assim como um investidor, o mercado está procurando solidez. Uma empresa recém formada terá de passar pela prova de fogo de comprovar que é capaz de sobreviver no sistema antes que alguém apareça de forma verdadeira para dar valor as suas idéias inovadoras.
Claro que existem exceções, muitas vezes empresas inovadoras acabam sendo compradas por empresas maiores, já que empresas maiores (entenda-se mais antigas) se veem com dificuldade em fazer algo novo. Desta forma absorvem empresas mais jovens para que estas sustentem sua necessidade de inovação, mas são somente alguns casos.
Pra quem precisa andar com as próprias pernas, manter uma empresa equilibrada não é simples. Com o passar do tempo, o produto se consolida e a empresa é tida como confiável, mas ainda não é sólida.
Considerar um empresa sólida é considerar que ela seja perene e então ela será capaz de sobreviver ao tempo o qual muda tudo. Na filosofia japonesa essas empresas seriam classificadas como o elemento água, por terem capacidade de adaptação extrema.
Além de tudo isso, quando uma empresa acerta, ela corre o risco de sentir o gosto da vitória e se esquecer de que muito ainda está por vir. O sucesso pode cegar e fazer com que o próximo fracasso seja arrasador, mas todos erram. Seria mais prudente tratar os sucessos da mesma forma que trataria um fracasso (aí já sou eu falando e não o palestrante). Tratar ambos com o mesmo tipo de energia pode ser útil mais à frente. Errar é humano e acertar também, ninguém é um deus ou algo do tipo, então se foque no seu trabalho e torça para que seus sucessos sejam mais numerosos que seus fracassos e que eles não te seguem.

Segue o link:

Um grande abraço.

 

20151022_132555Ronaldo Mendes Salles – Engenheiro civil

Fundador do Engenheiro de Pijama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *