Custo unitário #2

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Espero que você esteja acompanhando nossa série sobre modelos de concorrência. Não está? Links abaixo:

Modelo de EPC #1

Modelo de EPC #2

Custo unitário #1

Hoje vamos falar sobre os riscos do modelo de custo unitário.

Os riscos para o cliente são os mais fáceis de serem enxergados neste modelo. O custo do empreendimento pode varia muito, já que o valor acertado entre as partes não incluir um teto.

Uma maneira de “corrigir” esse problema, é que a contratação seja feita com um critério de “preço máximo garantido”. Neste sistema, apesar dos preços não estarem diretamente vinculados aos volumes, há uma estimativa para a obra da forma em que se tem as informações. Acaba sendo uma mistura entre este modelo e o EPC.

Alguma vezes também se tem que o projeto é tratado como preço unitário na concorrência, mas muda-se para EPC antes do início das obras.

O risco para os concorrentes é quanto à distribuição de seus custos executivos.

Todo empreendimento requer investimentos/custos que são fixos e outros variáveis. Os custos variáveis podem ser medidos conforme a experiência e extração de dados que a concorrente tenha feito em obrar anteriores. Estes custos são simples se serem alocados, já que precisam estar adicionados individualmente em cada atividade.

Os custos fixos por outro lado, são distribuídos por todos os materiais, ou não, de acordo com o critério da concorrente. A questão é a possível mudança de escopo, que pode reduzir algum volume de serviço estimado que absorvia o custo fixo, sem nenhuma compensação. Dessa forma o custo fixo, não foi recuperado e será absorvido pelo risco ou lucro.

Neste tipo de modalidade também há o risco de que os custos de operação das empresas seja exposto, mesmo que de forma indireta. Com isso a “caixa de pandora” da empresa se expõe.

Pessoal, estes são os pontos mais importantes que gostaria de passar pra vocês.

Um grande abraço!

20151022_132555

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *